Bombou na Semana

Todos os garotos e treinador são resgatados de caverna na Tailândia


Os últimos quatro garotos e o treinador de futebol que estavam presos em caverna do norte da Tailândia há mais de duas semanas foram resgatados nesta terça-feira (10), na terceira fase da operação de salvamento.
Nas duas operações anteriores, realizadas no domingo e na segunda-feira, oito dos jovens foram retirados do lical com sucesso. Eles seguem internados em hospitais locais, em bom estado de saúde.
A operação envolveu 19 mergulhadores. Um médico e três membros da força de elite da marinha tailandesa que ficaram na caverna para acompanhar os meninos também devem sair ainda nesta terça-feira.
Os garotos de 11 a 16 anos e o treinador deles, de 25, ficaram presos na caverna durante um passeio após o término de um treino de futebol, depois que uma forte chuva inundou o local, no dia 23 de junho. Eles foram localizados dez dias depois, já desnutridos. A operação de resgate foi acelerada no fim de semana por causa da previsão de novas chuvas na região, o que poderia inviabilizar o resgate.

O contingente internacional de mergulhadores resgatistas voltou a entrar na caverna às 10h09 local (0h09, em Brasília) com o objetivo de retornar com as cinco pessoas que seguiam presas no local, disse Narongsak Ossottanakorn, porta-voz da operação.
“Hoje, tiraremos os quatro meninos e o treinador”, disse Narongsak durante a entrevista coletiva matinal.
O oficial indicou que outras quatro pessoas – um médico e 3 membros da Marinha – também deixarão a gruta após permanecer vários dias em tarefas de assistência médica e psicológica ao grupo de meninos.
Os membros de salvamento, junto aos meninos, tiveram de superar um complexo de labirínticas galerias parcialmente inundadas e com desníveis e visibilidade nula para alcançar o exterior da caverna.
Da mesma forma como ocorreu após a primeira operação, as autoridades anunciaram uma pausa entre a segunda missão (segunda-feira) e esta terceira para repor dos tanques de ar comprimido utilizados durante os trabalhos de evacuação e avaliar as partes inundadas da caverna.
As precipitações eram uma das principais preocupações das autoridades porque a água filtrada pelo monte pode voltar a inundar as galerias e anular a drenagem efetuada.
Fonte: Jovem Pan

Nenhum comentário