Bombou na Semana

Olha a zebra! Nos pênaltis, Rússia elimina a Espanha nas oitavas



A Espanha é mais uma favorita eliminada da Copa do Mundo. Depois de Alemanha e Argentina, neste domingo (1º) foi a vez dos espanhóis caírem diante da Rússia nos pênaltis, após empate de 1x1 no tempo normal e na prorrogação, no estádio Lujniki, em Moscou, para euforia dos donos da casa.
O goleiro Akinfeev foi o herói russo. Ele defendeu as cobranças de Koke com as mãos e, com os pés, pegou a de Iago Aspas, no meio do gol. Smolov, Ignashevich, Golovin e Cheryshev converteram todas as cobranças russas, que venceu por 4x3 nas penalidades - Iniesta, Piqué e Sergio Ramos marcaram para a Espanha.
O jogo
O início do jogo não foi fiel à tônica dos minutos restantes. Logo aos 12 minutos, a Espanha abriu o placar após falta cobrada da direita que Ignashevich fez gol contra. No lance, o zagueiro russo ficou tão preocupado em acompanhar Sergio Ramos que deu as costas para a bola e, de calcanhar, colocou para a própria meta.
Depois disso, o que se viu foi um toque de bola desanimado da Espanha, sem procurar o gol adversário, e uma postura sem agressividade da Rússia para tentar roubar a bola.
A partida caminharia sem lances de perigo até o fim do primeiro tempo se não fosse um pênalti cometido por Piqué aos 39 minutos, quando a Rússia cobrou escanteio, ele pulou com os braços para cima e, também de costas, acabou desviando o cabeceio, que ia na direção do gol. Pênalti convertido por Dzyuba aos 41.
O segundo tempo teve mais ânimo, já que a Espanha tentava criar, embora sem abrir mão da típica cadência. A melhor das chances foi um chute de Iniesta - o craque espanhol só entrou em campo aos 21 do segundo tempo – que o goleiro Akinfeev foi no cantinho buscar. Ele ainda espalmou o chute de Aspas no rebote.
O empate levou o jogo para a prorrogação e continuou com a bola sempre no pé da Espanha. Mas a Rússia, toda retrancada na defesa, conseguiu resistir sem tanto sofrimento. O resto é história para o goleiro Akinfeev contar.

Fonte: Correio 24 horas

Nenhum comentário