Bombou na Semana

"Acusação leviana": Dinaldinho diz que vai processar Mineral por acusações 'caluniosas'


O prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, reagiu às declarações do deputado Antônio Mineral que o acusou de locar veículos de aliados irregularmente como forma de fechar acordos políticos visando a campanha eleitoral do seu irmão, Gustavo Wanderley, pré-candidato a deputado estadual.

As declarações foram dadas nesta quarta-feira (25).

Para Dinaldinho, as acusações de Mineral são levianas, irresponsáveis e caluniosas e exigirá que o parlamentar responda pelo que afirmou.

"Mineral faz um mandato muito fraco, sabe que não corresponde ao voto que lhe foi confiado pelo povo patoense. Já que não têm trabalho para mostrar, resolve ocupar espaços preciosos da mídia com uma declaração leviana, irresponsável e caluniosa como esta. Vai responder, sim, pelo disse e vai ter que provar a ilicitude que aponta e quais são os veículos locados pela prefeitura a aliados políticos", afirmou Dinaldinho.

O chefe do Executivo patoense garantiu não existir nenhum contrato com pessoa física, assim como com agentes políticos, firmado pela edilidade municipal.

"Não temos um contrato sequer de locação de veículos com Pessoa Física, tão pouco com agentes políticos como forma de acordos eleitorais, como diz o deputado. Além de irresponsáveis, as afirmações  Mineral chegam a ser absurdas de tão mentirosas", afirmou, indignado, o prefeito.

Além de desmentir categoricamente o opositor, o prefeito garantiu que todos os contratos firmados por sua gestão estão dentro dos padrões da legalidade, transparência e responsabilidade para com o erário, prezando pelo rigido controle e correto uso do patrimônio do povo patoense.

"Todos os nossos contratos, não só o de locação de veículos, mas todos, obedecem aos rígidos critérios determinados pelas leis vigentes, com toda transparência e responsabilidade com que temos tratado o dinheiro do nosso povo", concluiu o prefeito.

Fonte: News Paraíba 


Nenhum comentário